Escrevo!

Estes escritos enluarados
Eis então, enigmática elegia
Energia... Esperança enfim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário